top of page

Garanhuns: Um jardim de talentos


Bella Kahun - Foto Divulgação Instagram @bellakahun
Bella Kahun - Foto Divulgação Instagram @bellakahun

É urgente! Já passou da hora de Garanhuns dar o devido valor aos seus talentos. Afirmo, sem medo de exagerar, que temos um panteão de artistas cheios de muito profissionalismo e talento. Nas mais diversas áreas da cultura temos grandes nomes, grandes talentos. Literatura, produção cultural, teatro, música, audiovisual, artes plásticas. Tem para todos os gostos!


Garanhuns é a cidade das flores e esse jardim é fertilizado com cultura. A bem da verdade, falta mais empenho do poder público para que esses artistas possam ser vistos, lidos e ouvidos, tanto pelo público local quanto pelo mundo inteiro. O que falta para que muita gente entenda que a cultura é uma indústria que gera emprego e renda promovendo educação?


Um dos exemplos desses talentos que o jardim de Garanhuns abriga é a cantora Bella Kahun. Tive a oportunidade de ver o show de Bella no importante teatro do SESC/Garanhuns e as surpresas foram muitas. Tenho acompanhado essa artista pelo streaming e vê-la cantar, juntamente com sua banda, formada igualmente por músicos de Garanhuns cheios de talento, foi oportunidade de provar o quanto o solo de Garanhuns é fértil para flores cujas pétalas são feitas de talento.


Bella Kahun é antes de tudo uma cantora excelente, com sua voz aguda que passeia por muitos tons de sensibilidade artística. Sua música caminha por diversos ritmos com graciosidade, mas há uma espécie de mística da música brasileira que não consegui qualificar de tão sofisticada. Bella faz uma espécie de boemia hard core cujas letras expressam um lirismo levado às últimas consequências.


Cantando uma música universalmente pernambucana, brasileira, toda latina, toda africana! Bella Kahun canta e compõe com maestria, parece relatar em suas letras todas as dores de todos os amores do mundo, alertando a todos que as paixões foram feitas para serem sentidas em todos os dias e todas as horas, sentidas de todos os ângulos da vida. Bella Kahun cantora merece ser ouvida, Bella Kahun letrista, poeta, está, definitivamente, no hall do/a cancioneiro/a do Brasil.


Essa poeta assume a música brasileira com toda autenticidade possível, formando imagens que vão da mulher do agreste, do sertão, aos boêmios nos cabarés das madrugadas frias de Garanhuns, e do mundo, porque amor e paixão se sentem em qualquer ponto do globo. Bella e suas crônicas de amores embriagados, cantadas com uma verdade e uma simplicidade que são impossíveis de não serem ouvidas pela alma, é um exemplo de talento que devemos apreciar. Seu show, Agrestina, é um recital de poesia popular que lembra Reginaldo Rossi, Caio Fernando Abreu, Vinicius de Moraes e Amy Winehouse. Se você não consegue digerir a mistura das referências é que ainda não ouviu as canções de Bella Kahun.


O Festival de Inverno merecia um palco dedicado aos nossos artistas. Um “palco Garanhuns” ou “As flores do nosso jardim”, ou ainda, ter nossos artistas no horário nobre da Praça Mestre Dominguinhos. Mas enquanto nos enxergarmos pequenos, nunca seremos grandes aos olhos de ninguém.


Colaborou nesse texto: Professor Pedro Henrique

Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page